Semana de provas | Exam week

img_2912Então, o post dessa semana está um pouquinho atrasado mas eu juro que tenho uma boa desculpa por não ter postado ontem: eu tô em semana de prova. E no meio do que parece ser uma simulação do apocalipse para a maioria doa estudantes eu pensei: por que não contar para vocês um pouquinho sobre as provas (e essa semana maravilhosa) aqui na escola?

Fato sobre a semana de provas na EF Academy: ela nem sempre dura uma semana! Bom, era para durar, mas dos meus 6 professores, 3 sempre preferem ter a prova dele uma semana antes ou depois da “semana de provas oficial” para que a gente não fique sobrecarregado com várias matérias e possa se concentrar em cada uma delas (e é por esse motivo que eu ainda estou tendo provas essa semana…). Fofos, né? Se você é brasileiro, deve ter percebido o quão diferente das escolas do Brasil isso é, onde os coordenadores decidem quando cada prova vai ser e todo mundo recebe aquele calendário com duas provas por dia durante uma semana (ou pelo menos era assim que funcionava em todas as escolas nas quais eu estudei).

Our fato interessante sobre as provas aqui é que as notas que a gente tira nelas não são cumulativas: tem prova a cada 6 semanas e a maioria delas (com algumas exceções) funciona como um controle, só para você ver o seu progresso e se preparar para os exames finais que acontecem no final do curso. Talvez seja só como o IB, curso que eu faço, funciona (e nele tem tantos tipos diferentes de prova que eu admito que ainda nem entendi direito cada um) mas ainda assim é muito diferente do Brasil, onde cada nota que você tira conta para a sua média final…

O estilo das provas daqui é também muito diferente das provas no Brasil: lá a gente tem umas 30 questões por prova e cada uma delas tem umas 5 alternativas, só uma é a correta e você tem que marcar qual você achar que é (as famosas “questões fechadas”). Aqui o estilo da avaliação depende da matéria, mas geralmente envolve escrever bastante e se posicionar criticamente.

Mas nem tudo em relação as provas aqui é melhor do que no Brasil. Enquanto lá eu tinha aproximadamente 2 horas e meia para cada teste aqui eu posso ter que escrever uma análise ou explicação inteira de economia, por exemplo, em 35 minutos (4 parágrafos mais dois diagramas em média)!!! O tempo também varia dependendo da prova mas essa é definitivamente a parte mais difícil das avaliações daqui e eu ainda estou aprendendo a lidar com o tempo. Mas enfim… como minha mãe diria: rapadura é doce mas não é mole não!


Hey guys,

So this week’s post is a little bit late, but here’s my excuse for not posting yesterday: it’s exam week. And in the middle of what feels like a simulation of the apocalypse for most students I thought: why not tell you guys about assessments and the exam week here at school???

Fun fact about about assessments’ week here at EF: it does not last a week! Well, it is supposed to, but 3 out of my 6 teachers always prefer to have assessments a week before or after the actual assessments’ week so we don’t feel overwhelmed with too many subjects and can actually concentrate for each one of them (and this is the reason why I’m still having assessments this week…). If you’re Brazilian, you might have noticed how different that is from schools in our country, where the school coordinators decide when each assessment is going to happen and give you a schedule in which there are two exams of two different subjects every day for a whole week (or at least that’s how it worked in all the schools I have studied at).

Another interesting fact about assessments here is that the marks we get are not cumulative: they happen every 6 weeks and most of them (there are a few exceptions) work as on-tracks, just so you know about your progress and prepare for your finals in the end of the program. Maybe that’s just how the IB works (and there are so many different types of exams that I admit that I don’t know how all of them work very well) but it’s still very different from Brazil, where every mark counted towards our final average…

The style of the exams are also very different from the ones back home: in Brazil we have about 30 questions per exam and each one of them had like 5 extensive alternatives, between which only one of them was right and you had to figure out which alternative that was. Here the style of the questions depends on the subject but it usually involves a lot of writing and giving your critical opinion.

But not everything about exams here is better than at home and while in Brazil I had about 2 hours and a half for each test here I might have to write an entire evaluation or explanation on economics, for example, in 35 minutes (4 paragraphs and 2 diagrams in average)!!! The time also varies depending on the assessment but this is definitely the hardest part of exams and I’m still learning how to manage time. But oh well… no pain, no gain, right??

One thought on “Semana de provas | Exam week

  1. Como é?
    “Rapadura é doce mas não é mole não…”, traduz-se “no pain, no gain”?
    Não deveria ser:
    “Sugarcane candy is sweet but it isn’t soft at all, babe!!!”
    😂😂😂

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s